Política
Quarta-feira, 24 de abril de 2024

Marta Suplicy pede desfiliação do Solidariedade após divergência por apoio a Bruno Covas

CAMILA MATTOSO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Após decidir apoiar a campanha à reeleição do prefeito tucano Bruno Covas (PSDB), ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy solicitou a desfiliação do Solidariedade neste domingo (13).
A decisão da ex-senadora gerou contrariedade no Solidariedade, que apoiará a candidatura de Márcio França (PSB).
Marta enviou um requerimento ao presidente nacional do partido, o deputado Paulinho da Força, e o presidente municipal, Pedro Nepomuceno, requisitando sua saída da sigla.
“Comunico meu requerimento aos senhores, bem como ao juízo eleitoral competente, da minha desfiliação deste partido, em caráter irrevogável e irretratável, por motivos políticos que já se tornaram públicos e amplamente divulgados”, escreveu Marta.
Ela tem afirmado que se juntou à campanha de Covas em nome da formação de uma frente ampla em defesa da democracia.
Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, Covas convidou Marta para coordenar uma frente suprapartidária que fará parte de sua campanha, organizando sobretudo nomes que não são filiados a partidos e querem a reeleição do prefeito.
Ela também deve buscar construir pontes com representantes da juventude para tentar atrair votos para o tucano.