Economia
Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Ibovespa cai 0,10%, aos 128,1 mil pontos, mas avança 0,43% na semana

O Ibovespa teve mais um dia de variação contida, de menos de 800 pontos entre a mínima (127.696,11) e a máxima (128.463,70) da sessão desta sexta, 17, na qual iniciou aos 128.279,80 pontos. Ao fim, o índice lutou para preservar a linha dos 128 mil pontos e conseguiu fechar aos 128.150,71, em baixa de 0,10%, com giro a R$ 24,0 bilhões em dia de vencimento de opções sobre ações. Na semana, avançou 0,43%, vindo de perda de 0,71% no intervalo anterior. No mês, sobe 1,77% e, no ano, cai 4,50%.

Como nas duas sessões anteriores, o Ibovespa foi contido pela correção em Petrobras, que hoje caiu 1,83% na ON e 1,66% na PN, após retrações da ordem de 2% ontem e de 6%, anteontem, em ambos os papéis. “Em dia de vencimento de opções sobre ações, como hoje, a expectativa era mesmo por um volume considerável de exercício de puts, opções de venda, em virtude da queda abrupta nesses papéis”, diz Raony Rossetti, CEO da Melver, referindo-se ao direito de exercício de venda das ações a preço predeterminado, no caso, acima do de mercado à vista no momento.

“Mercado ainda muito pressionado pela correção nas ações da Petrobras, mesmo com a queda que se vê no dólar hoje cotado a R$ 5,1020, em baixa de 0,55% no fechamento”, aponta também Paulo Luives, especialista da Valor Investimentos, destacando ainda o relativo esvaziamento da agenda em direção ao fechamento da semana, desde que se conheceu a inflação ao consumidor nos Estados Unidos em abril, na quarta-feira: um dado favorável ao apetite por risco, mas conhecido no dia seguinte à noite em que se soube da demissão de Jean Paul Prates e da futura chegada de Magda Chambriard ao comando da estatal.

“Apesar de ter sido uma semana de bastante emoção, acabou sendo positiva para o Ibovespa, mesmo com Petrobras acumulando perda em torno de 12% no intervalo. Dados de produção da China muito fortes, mais o anúncio de pacote agressivo para o setor imobiliário, contribuíram para sustentar o apetite por ações de commodities”, observa Rodrigo Moliterno, head de renda variável da Veedha Investimentos.

Assim, apesar de a semana ter sido bem difícil para Petrobras, Vale ON fechou hoje em alta de 1,96%, acumulando ganho de 2,94% no período e de 4,57% no mês – no ano, o papel da mineradora ainda recua 10,43%, enquanto os da Petrobras mostram ganhos entre 5,6% e 5,7% no mesmo intervalo. Na ponta do Ibovespa nesta sexta-feira, destaque para 3R Petroleum (+7,14%), JBS (+2,60%) e Embraer (+2,30%). No lado oposto, Gerdau (-2,54%, na mínima do dia no fechamento), à frente de Klabin (-2,25%), Eztec (-2,15%) e de Petrobras ON.

O mercado financeiro ampliou o otimismo em relação ao comportamento das ações no curtíssimo prazo, segundo o Termômetro Broadcast Bolsa desta sexta-feira. Entre os participantes, 85,71% disseram acreditar em alta para o Ibovespa na próxima semana e 14,29% esperam estabilidade, sem respostas indicando queda. No Termômetro anterior, 44,44% previam uma semana de ganhos para o índice e 22,22%, variação neutra, enquanto 33,33% projetavam perdas.

Fonte: Estadão Conteúdo