Início Internacional UE ameaça com reação “firme” se Londres violar o protocolo da Irlanda...

UE ameaça com reação “firme” se Londres violar o protocolo da Irlanda do Norte

A União Europeia (UE) advertiu nesta terça-feira o Reino Unido que terá uma reação “rápida e firme” se o país continuar violando o compromisso de adotar controles alfandegários pós-Brexit à mercadorias que chegam à Irlanda do Norte a partir da Grã-Bretanha.

O denominado “protocolo da Irlanda do Norte”, arduamente negociado entre Londres e Bruxelas, mantém esta região britânica no mercado único europeu e na união alfandegária para evitar o retorno de uma fronteira física com a vizinha República da Irlanda, país membro da UE.

A medida tem o objetivo de preservar a frágil paz estabelecida na região em 1998, após décadas de conflito violento entre republicanos católicos e unionistas protestantes.

Estes últimos, no entanto, apegados à coroa britânica, consideram que os controles de mercadorias impostos pelo protocolo entre Grã-Bretanha e Irlanda do Norte equivalem a uma separação administrativa do restante do país.

Diante da situação, o governo do primeiro-ministro Boris Johnson decidiu unilateralmente prolongar o período de carência para alguns controles, especialmente os agroalimentares, o que levou a Comissão Europeia a iniciar um procedimento de infração contra o Reino Unido.

O jornal The Telegraph informou que Londres está examinando a possibilidade de prorrogar a isenção para carnes resfriadas, que deveria terminar em 30 de junho, para garantir a importação de linguiças britânicas na Irlanda do Norte.

“Se o Reino Unido adotar novas medidas unilaterais nas próximas semanas, a UE não hesitará em reagir de forma rápida, firme e decidida”, afirmou, de acordo com o jornal, o vice-presidente da Comissão Europeia, Maros Sefcovic.

Ele rebateu as acusações do ministro britânico das Relações Europeias, David Frost, sobre a “inflexibilidade” de Bruxelas na aplicação do protocolo.

Para Sefcovic, o protocolo é a “melhor solução para a situação única da ilha da Irlanda após o Brexit”.

Frost e Sefcovic devem se reunir na quarta-feira em Londres. A questão da Irlanda do Norte também pode ser abordada na reunião de cúpula de chefes de Estado e de Governo do G7, que acontecerá de sexta-feira a domingo na Cornualhas, sudoeste da Inglaterra.

“A paciência da UE tem limites e, se isto continuar, não teremos outro remédio que considerar todas as ferramentas e opções disponíveis”, afirmou na segunda-feira uma fonte europeia.

Fonte: IstoéDinheiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Populares

MAM SP celebra a arte indígena contemporânea em mostra inédita

Entre os destaques estão os trabalhos do Makuxi Jaider Esbell, que também é o curador da mostra; criações...

Cuba publica projeto que abre portas para casamento gay

Proposta terá que passar por um debate Por - Sarah Marsh Cuba publicou...

Lula pressiona PT a retomar debate sobre regulação da mídia

A imprensa era o alvo principal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quando ele se levantou...

Governo revisa inflação no ano de 6,2% para 8,4%, e conta deve estrangular Orçamento de 2022

O Ministério da Economia revisou nesta quinta-feira (16) a projeção oficial para o INPC (Índice Nacional de...