Economia
Sexta-feira, 12 de abril de 2024

Startup acelerada pelo SoftBank avança na América Latina e mira Brasil

startup mexicana Kavak, que atua no mercado de venda de carros usados, faz sua primeira expansão na América Latina com a compra da empresa argentina Checkars. O valor do acordo é de 10 milhões de dólares.

Em entrevista exclusiva à EXAME, Carlos Garcia Ottati, cofundador e presidente global da Kavak, afirma que a empresa expandiu a operação para a Argentina por ser o terceiro maior mercado de veículos da América Latina e porque o país tem maior intimidade com vendas via internet, uma vez que é o berço de empresas como Mercado Livre e Decolar.com. Com a entrada no mercado argentino, a startup almeja tornar mais seguro o processo de compras de veículos seminovos.

“Comprar carros usados é muito complicado devido a fraudes, um problema que tem se acentuado na América Latina. A compra de um carro, que, muitas vezes, é o maior investimento da vida de uma pessoa, precisa contar com todas as garantias necessárias para o consumidor”, afirma Ottati.

Fundada em 2018, a Checkars já realizou mais de 1.500 transações de veículos e faturou 8 milhões de dólares no ano passado. Durante a pandemia do novo coronavírus, que impôs desafios a todos os setores de mercado, a startup aumentou seis vezes suas vendas online de veículos.

A Kavak tem sedes físicas para conexão com usuários e realiza vendas de veículos seminovos via internet após uma rigorosa avaliação de mais de 240 pontos nos veículos. A startup diz que apenas um em cada três carros passam no seu teste de qualidade.

A Kavak também atua no financiamento de veículos e oferece garantia de três meses para todos os carros comercializados por meio de sua plataforma digital. Fundada em 2016, a startup já recebeu investimentos do fundo japonês SoftBank (de valor não revelado), em outubro de 2019, e da Kaszek Ventures.

No Brasil, a startup Volanty, do mesmo segmento de mercado, já recebeu aportes tanto da Kaszek quanto do SoftBank.

Apesar de estar focada na nova operação argentina, a Kavak está de olho no mercado brasileiro. “O Brasil é um mercado muito importante, Hoje, estamos focados nas operações de México e Argentina. Analisamos o mercado brasileiro desde que começamos o negócio. Acreditamos que a nossa proposta irá se adequar muito bem ao consumidor brasileiro. Ainda não tomamos uma decisão de como e quando iremos ao Brasil. Mas, sem dúvidas, o país está entre as prioridades dos nossos próximos passos”, disse Ottati.

Futuro

Para o futuro, a Kavak tem planos ambiciosos de se tornar a maior empresa do mundo segmento de veículos. “Queremos construir um aplicativo no qual você possa fazer tudo relacionado a seu carro: comprar vender, financiar, pagar multas ou agendar serviços de manutenção. O aplicativo precisa ser bom o suficiente para que todos possam usá-lo, da minha avó ao mecânico especialista. Almejamos construir um ecossistema e, para isso, investimos muito tecnologia e em expansão. Estamos entrando agora na Argentina, mas temos um apetite enorme de ter presença em todas as principais cidades da América Latina”, diz o presidente da Kavak.

Fonte: Exame