Sem categoria
Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Timão pior do que imaginávamos

Presidente do Corinthians, Andres Sanchez encara turbulência financeira.

O cenário financeiro corintiano vai de mal a pior então podemos dizer que a situação está bastante crítica, foi divulgado nos últimos dias o balanço financeiro de 2019 existindo vários débitos que são resultados tanto da má gestão atual como também das anteriores. São contratações mal feitas e sem dúvida mal explicadas.
Pelo andar da carruagem o futuro do Corinthians não será muito diferente do atual presente do Cruzeiro, alguns erros de gestão da diretoria corintiana se assemelham a ecos vindos do passado recente da Toca Da Raposa onde contratos caros e longos eram feitos sem ter o planejamento necessário para conseguir arcar com eles.
A contratação do meio campista Ramiro é um grande exemplo de falta de transparência e de como as coisas são mal explicadas no Parque São Jorge. O Presidente André Sanches afirma que foi pago 500 mil dólares de luva ao jogador, e que esse seria o único valor gasto, porém o que foi divulgado no balanço financeiro foi que a contratação custou R$ 19,6 milhões de reais, e sem citar as contratações do zagueiro Bruno Mendes e do meia Angelo Araos onde se nota pela divulgação do balanço não foram nada modestas.
O débito derivados de empréstimos com os agentes Giuliano Bertolucci (R$ 6,672 milhões) e Carlos Leite (R$ 7,331) é no mínimo constrangedor, mesmo que ambos tenham boa relação com o clube há anos ter que recorrer a esse tipo de opção só demonstra o amadorismo da diretoria.
E com a crise financeira no seu auge, a nobre diretoria descobriu como poupar dinheiro: era só cortar a ajuda de custo das categorias de base, as altas ajudas as categorias sub 11 ao sub 14 que variam de R$ 300,00 à R$ 500,00 eram o problema. A diretoria alega que por não estarem treinando não tem motivos para pagar a ajuda de custo, que belo raciocínio (decisão que está sendo repensada devido às inúmeras críticas recebidas).
E para piorar (se isso ainda for possível ), no time profissional está atrasado o décimo terceiro e o direito de imagem da grande maioria dos jogadores.
É caros amigos e ainda nem não falamos do financiamento do estádio, se fosse colocar tudo na ponta do lápis, acho que nem o Paulo Guedes encontraria saída e outra coisa, não fiquem surpresos, se colocarem tudo isso na conta do coronavírus.
Déficit Anuais do Corinthians.
2019: R$ 177 Milhões
2018: R$ 18,8 Milhões
2017: R$ 35.1 Milhões
2015: R$ 97,1 Milhões
2007: R$ 23,3 Milhões