Sem categoria
Quarta-feira, 24 de abril de 2024

Coronavírus aumenta a crise do futebol brasileiro.

Com a paralisação do calendário e a falta de transmissões de partidas, os clubes passaram a arrecadar menos nesse período. No Brasil temos 120 clubes disputando as 4 divisões nacionais, mas o que muitos não sabem ou esquecem é que temos 530 clubes que apenas disputam os campeonatos estaduais, e são esses clubes que têm uma grande possibilidade de fechar as portas por não ter dinheiro e recursos para manter suas atividades.

Há alguns clubes querendo reduzir uma porcentagem do salário dos jogadores porém existem inúmeros clubes que estão com salários atrasados, portanto como propor a diminuição do salário dos jogadores sendo que alguns desses próprios não recebem há pelo menos dois meses? Realmente, uma situação muito delicada e complexa para os clubes resolverem.

Grande parte desses clubes que disputam apenas os estaduais tem ou teve o contrato vencido da maioria dos jogadores e caso haja a necessidade de terminar os estaduais, eles terão muitas dificuldades em conseguir manter o seu plantel.

Temos como exemplo o Santo André dono da melhor campanha do campeonato paulista e que vive dias difíceis como a maioria dos times pequenos do Brasil, dezenove dos jogadores do Ramalhão ficarão sem contrato até meados de maio. Um dos destaques e artilheiro da equipe o atacante Ronaldo teve seu contrato encerrado no último dia 10, e como já tinha um pré-contrato assinado com Sport Recife ainda não se sabe como vai ficará a sua situação, mas provavelmente não deverá disputar as finais do Campeonato Paulista caso este venha a continuar.

A Federação Paulista chegou a cogitar um retorno do futebol no estado se utilizando de testes, mas vamos supor que algum jogador teste positivo, como ficariam os companheiros de clube? Iriam continuar normalmente os treinamentos e jogos ou teriam que entrar em quarentena? São situações que até agora não ficaram muito claras e que precisam ser tratadas com muita paciência e bom senso.

Mas o que temos que prestar atenção e não aceitar é o discurso de alguns clubes grandes dizendo que tudo transcorria normalmente e corretamente, e que foi a partir do surgimento da pandemia que as coisas saíram do controle. Não podemos nos esquecer de que pré-pandemia grandes clubes como: Cruzeiro, Botafogo, Vasco , Corinthians, São Paulo e entre outros já estavam bem endividados e com muitas dificuldades em cumprir seus acordos financeiros, não será nenhuma surpresa se daqui pra frente começarmos a ouvir o discurso de que a pandemia é a culpada de todos os problemas do futebol brasileiro.