Política
Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Indicação a tribunal opõe Gleisi e Luiz Marinho na tentativa de convencer Lula

Lista tríplice tem uma favorita da presidente do PT e outro apadrinhado pelo ministro do Trabalho


A nomeação de novos desembargadores para o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) vai testar quem tem mais poder de convencimento junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva: a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ou o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho.

O TRF-3 votou nesta quarta-feira (19) duas listas tríplices, para preenchimento das vagas destinadas a representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Uma delas traz os nomes de Verônica Sterman, Marcos Moreira e Luciana Coimbra — a primeira, favorita de Gleisi, o segundo, apadrinhado por Marinho, deixando pouca chance para a terceira.

A presidente do PT e o ministro do Trabalho já entraram em campo para emplacar seus preferidos. Segundo fontes do Palácio do Planalto, ambos já pediram reuniões com Lula para tratar do assunto. O presidente é obrigado a seguir a lista tríplice na indicação de desembargadores aos TRFs.

Verônica foi advogada de Gleisi e de seu ex-marido Paulo Bernardo durante a Operação Lava- Jato — sua atuação foi considerada fundamental para que o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitasse a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o casal, que havia sido acusado de organização criminosa.

Já Moreira foi secretário de assuntos jurídicos na prefeitura de São Bernardo do Campo durante a gestão de Marinho — o município é um reduto eleitoral do presidente Lula. Além disso, tem ligação estreita com o PT e faz parte do grupo Prerrogativas, que reúne juristas de esquerda.

Hoje, a avaliação do entorno de Lula é de que a balança pende mais para o lado de Gleisi. Além de os abusos da Lava-Jato serem um assunto sensível para Lula, indicar Verônica seria uma oportunidade de nomear uma mulher, em um aceno à militância, e de agradar a presidente do PT, que não ficou com nenhum ministério no atual governo.

Já a segunda lista tríplice é formada apenas por mulheres — Gabriela Araújo, Rita Nolasco e Luiza Nagib. Nesta, fontes consideram praticamente certo que o presidente nomeie a primeira, que é amiga próxima da primeira-dama, Janja Lula da Silva, e casada com o deputado estadual petista Emídio de Souza (PT-SP).

Fonte: CNN