No Mundo
Segunda-feira, 22 de abril de 2024

Julian Assange apela à tribunal europeu sobre sua extradição aos EUA

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, que está lutando contra sua extradição do Reino Unido para os Estados Unidos, onde é procurado por acusações criminais, apresentou um recurso ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH), confirmou a corte nesta sexta.

Assange, de 51 anos, é procurado pelas autoridades norte-americanas por 18 acusações, incluindo uma de espionagem, relacionada à divulgação pelo WikiLeaks de uma vasta coletânea de registros militares e documentos diplomáticos confidenciais dos EUA que, segundo Washington, colocou vidas em perigo.

O Reino Unido deu sinal verde para sua extradição, mas ele entrou com um recurso na Suprema Corte de Londres, com a primeira audiência prevista para o início do ano que vem.

Sua equipe jurídica também abriu um processo contra o Reino Unido no TEDH, que potencialmente poderia ordenar o bloqueio da extradição.

“Confirmamos que uma solicitação foi recebida”, disse um comunicado do tribunal.

O irmão de Assange, Gabriel Shipton, disse à Reuters no início desta semana acreditar que as autoridades norte-americanas queriam evitar que o caso fosse levado ao TEDH, já que a imprensa europeia é muito mais simpática à causa de Assange.

O WikiLeaks ganhou destaque pela primeira vez em 2010, ao divulgar centenas de milhares de arquivos secretos e telegramas diplomáticos no que se tornou a maior violação de segurança desse tipo na história militar norte-americana.

Fonte: Reuters