Destaques
Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Brasil ultrapassa mil mortes e chega a quase 300 mil casos de Covid em 24 h

Com 298.408 novos casos de Covid-19, país chega a novo recorde; enquanto o patamar de óbitos é o maior desde agosto de 2021

O Brasil registrou um novo recorde, com 298.408 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Houve ainda 1.041 óbitos pela doença. Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quinta-feira (03).

Com isso, o país ultrapassou a marca dos 26 milhões de casos desde o início da pandemia, totalizando 26.091.520. Além disso, chegou a 630.001 mortes decorrentes da doença.

Com os novos índices, tanto a média móvel de óbitos quanto de casos subiram, chegando a 702 e 189.526, respectivamente.

A média móvel de casos é recorde, enquanto a de óbitos é a maior desde 26 de agosto de 2021.

As médias móveis consideram os dados dos últimos sete dias e são utilizadas para evitar as distorções por subnotificação aos finais de semana.

MPF pede suspensão de nota e portaria da Saúde que contestaram vacinas

Ministério Público Federal (MPF) pediu, nesta quinta-feira (3), pela suspensão de uma nota técnica e de uma portaria da secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde – pasta responsável pelos documentos que sugeriram a eficácia da cloroquina e ineficácia das vacinasLeia mais.

Cresce a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19

ocupação de leitos de terapia intensiva para adultos, voltados para Covid-19, registrou aumento no país, de acordo com Nota Técnica do Observatório Covid-19, da Fiocruz, divulgada nesta quinta-feira (3).

Ao todo, 13 estados apresentaram crescimento na taxa pelo Sistema Único de Saúde (SUS), na semana entre 24 e 31 de janeiro. Nove estados estão na zona de alerta crítico, com indicadores superiores a 80%. Leia mais.

87,3% dos médicos brasileiros tiveram Covid-19 nos últimos 2 meses

Um estudo inédito da Associação Médica Brasileira (AMB) revela que 87,3% dos médicos brasileiros contraíram Covid-19 nos últimos dois meses, durante o avanço da variante Ômicron.

Os dados foram divulgados, nesta quinta-feira (3), durante uma coletiva de imprensa. Mais de 3,5 mil profissionais foram ouvidos entre 21 e 31 de janeiro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: CNN