Cultura
Quinta-feira, 23 de maio de 2024

‘Gênesis’, próxima novela bíblica da Record, estreia em 19 de janeiro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Record finalmente marcou a estreia da novela “Gênesis” em sua programação. Protelada desde o começo de 2020 e agravada por causa das complicações trazidas pela pandemia, agora já tem data para chegar: 19 de janeiro.
Segundo a emissora, a novela será dividida em fases e uma delas contará a história de Abrão, o pai da fé. O ator Zecarlos Machado será o responsável por dar vida ao personagem. Já a esposa do personagem, Sarai, que deu à luz depois de ser considerada infértil, será interpretada pela atriz Adriana Garambone.
Aos poucos a emissora vai divulgando mais detalhes dos núcleos. O que se sabe até aqui é que Abrão é um homem sério e trabalhador. Apesar de ser filho de Terá, o homem mais poderoso da cidade de Ur, Abrão trata a todos com cordialidade e respeito. Seguindo o chamado de Deus, abandonará a casa do pai e levará muitos seguidores. Ao peregrinar pela Mesopotâmia, Canaã e Egito, seu acampamento prospera.
Vai se tornar conhecido por onde passar graças aos seus feitos e sua ligação com Deus, que dá a ele o nome de Abraão. Completamente fiel a Sarai, sua esposa. Ele se recusa a tomar outra mulher, mesmo que Sarai não dê um filho a ele. Posteriormente Sarai dá à luz Isaque.
Sarai, por sua vez, gosta de cantar e extravasa suas emoções por meio da música. Abrão e Sarai tem um casamento sólido, mas que nem todos conseguem compreender. Sarai acaba convencendo Abrão a se deitar com uma serva, mas depois se arrepende.
As fases da novela que precedem Abraão são a de Adão e Eva e a Criação do mundo, Noé e a fase da Torre de Babel. Dentre os nomes já confirmados estão Flávio Galvão, Igor Rickli, Oscar Magrini, Francisca Queiroz e Giuseppe Oristanio.
A novela sofreu com atrasos. Em março, Marrocos bloqueou as vias aéreas, marítimas e terrestres com o avanço da pandemia do coronavírus no país. Parte da produção e do elenco da nova novela da Record, “Gênesis”, estava na cidade de Ouarzazate, no sul do país.
Uma parte do grupo havia embarcado, e outra viajaria para o país na outra semana, mas foi impedida depois de o governo marroquino fechar as fronteiras.
A ideia inicial era que as gravações durassem em torno de um mês, porém, com a Covid-19 em expansão no país, a Record decidiu trazer a equipe de volta ao Brasil. Entre os atores estavam Pérola Faria, Ana Paula Tabalipa, Bianka Fernandes, Zé Carlos Machado, Igor Rickli, Alexandre Slaviero entre outros.