Sem categoria
Quinta-feira, 20 de junho de 2024

Crise financeira gera nova safra de jogadores.

Podemos dizer que graças à crise que o futebol brasileiro vem passando os clubes estão revelando com sucesso grandes jogadores das categorias de base. Como o futebol brasileiro está em crise financeira e em crise técnica, apresentando um futebol muito fraco, alguns clubes estão colocando os garotos para jogar e esses garotos estão se saindo muito bem e estão dando conta do recado. O Palmeiras que é um dos grandes clubes brasileiros que tem mais dificuldade de revelar jogadores está nos surpreendendo e o técnico Wanderlei Luxemburgo tem grandes méritos, foi ele quem deu a oportunidade e revelou os jogadores Patrick de Paula, Gabriel Menino, Danilo, Wesley e outros que estão por vir, o São Paulo revelou , Diego Costa, Paulinho Bóia, Brener, Toró e outros que já que já estão com mais bagagem, no Santos tem o Yuri Alberto que foi para o Inter de Porto Alegre, Kaio Jorge, João Paulo, Lucas Verissímo , e o Corinthians Lucas Piton, Roni, Xavier , Léo Natel , Gustavo Silva e o lateral esquerdo Carlos Augusto que foi para o Monza da Itália. Além desses que já estão confirmados como revelação, tem outros que estão por vir.
Existe aquele ditado a males que vem para o bem, e o Flamengo pode dizer isso. Depois de ter 19 jogadores infectados pelo COVID 19, o Flamengo colocou em campo os seus jogadores da base para enfrentar o Palmeiras e foi um jogo muito igual todos os garotos fizeram uma boa partida, sem exceção, e com isso podemos esperar novas revelações, por parte do Flamengo, e isso sem falar dos outros grandes times do RJ, MG e RS que não estamos comentando, e que sempre revela bom jogadores.
Com essa nova safra de jogadores surge uma esperança para uma nova seleção brasileira, até porque na seleção pré-olímpica que se classificou para Olimpíadas, o Brasil jogou um bom futebol, digno da seleção principal brasileira, um futebol que não víamos há tempo.
Mas o que mais vem impressionando nessas novas promessas do futebol brasileiros é o comportamento deles dentro de campo, o desenvolvimento deles estão acima da média, é muita atitude e personalidade, técnica com velocidade, eles não estão sentindo a pressão do jogo, e geralmente essa fase de transição do sub 20 para o profissional é um pouco mais demorado, e com essa nova geração está sendo diferente.
Esperamos que a CBF e os clubes brasileiros possam dar sequencia e estrutura para essa nova geração, e que talvez essa crise tenha sido bom para o futebol brasileiro em questão de revelar novos jogadores.