Início Cultura O primeiro Homem na Lua

O primeiro Homem na Lua

O primeiro homem na lua. Há cinquenta e um anos, em 16 de julho de1969, o enorme foguete Saturno V estava pronto, em sua plataforma na ilha Merritt, em Cabo Canaveral, Flórida, no Centro Espacial John F. Kennedy. No topo desse foguete, uma pequena cápsula, com pouco mais de três metros de diâmetro, onde três astronautas aguardavam a contagem regressiva. Era, oficialmente, a 11a missão do projeto “Apollo”, cuja meta era por “um homem na lua e trazê-lo de volta em segurança “,disse o então presidente Kennedy (assassinado em novembro de 1963 em Dallas,Texas). Pouco mais de dois anos passados, em janeiro de 1967, um acidente, seguido de incêndio, provocou a morte dos astronautas Virgil Grisson, Edward White e Roger Chafee. Apesar do sucesso das missões seguintes, os astronautas deviam estar tensos, no aguardo da ignição do foguete. Às 09:32, hora local, os motores foram acionados, durante nove segundos chamas envolveram a base do S I c (o primeiro estágio), sem que nada acontecesse, então o Saturno V começou a erguer-se, desviando ligeiramente para evitar a torre de lançamento e, ganhando velocidade até desaparecer no céu azul. Deixados para trás o primeiro e o segundo estágios, o conjunto formado pelo terceiro estágio, compartimento do módulo lunar, módulos de comando e serviço entraram em órbita da Terra. Após duas horas, tendo verificado o funcionamento dos sistemas necessários à viagem, os astronautas acionaram os motores do terceiro estágio, acelerando a nave à velocidade de 650 km/minuto, e assim a Apollo 11 saiu da gravidade da terra. A 4800 km da Terra, combustível exaurido, o terceiro estágio foi desacoplado, e o piloto do módulo de comando, em uma delicada manobra, retirou o módulo lunar de seu invólucro, conectando-o ao “nariz” do módulo de comando. A viagem de 384.000 km em direção a lua se iniciava. No interior do módulo de comando, os astronautas Neil Armstrong (Comandante da missão), Michael Collins (piloto do módulo de comando) e Edwin E. “Buzz “ Aldrin (piloto do módulo lunar), em um apertado cubículo, tinham pela frente quase quatro dias de viagem. O lançamento havia sido assistido por mais de 500 milhões de pessoas, em toda Terra, agora era o suspense da viagem, do pouso e, principalmente, do retorno. O foguete Saturno V, que possibilitou o lançamento, em si já era impressionante, ele tinha 110 metros de altura (mais do que um edifício de 30 andares), dez metros de diâmetro no primeiro estágio e um peso de 2.970.000 kg. O maior e mais pesado objeto já lançado pelo homem, um recorde ainda não superado. A viagem espacial consistia em alcançar a lua, entrar em órbita, e, em local pré determinado, os astronautas Armstrong e Aldrin embarcariam no módulo lunar para a descida ao solo, 100 km abaixo. Michael Collins permaneceria no módulo de comando, circundando a lua, para resgatar o módulo lunar em seu retorno. O pouso deveria ocorrer na região batizada como Mar da Tranquilidade. Em 20 de julho de 1969, às 20:17 UTC, de acordo com o planejado, com algumas correções no pouso, realizadas por Neil Armstrong, o módulo lunar, ou Eagle (águia), pousou na “Base Tranquilidade”, onde, seis horas depois do pouso, após extensa verificação de segurança e demorada colocação do “traje espacial “, ocorreu o desembarque.

O primeiro foi Neil Armstrong, tornando-se o primeiro ser humano a pisar em outro “planeta”. Ao fazê-lo, com o pé esquerdo, Armstrong falou, através do rádio: “É um pequeno passo para um homem e um grande salto para a humanidade “. Conforme previsto, após fincar a bandeira dos Estados Unidos da América em solo lunar, os astronautas instalaram equipamentos científicos e colheram amostras de solo e rochas lunares. Permaneceram apenas duas horas fora do módulo lunar, pois, a NASA (National Aerospace Administration) temia que os trajes espaciais não pudessem protegê-los por tempo prolongado. Como já sabemos, o retorno da Apollo 11 foi bem sucedido, e em 24 de julho de 1969 o módulo de comando “Columbia”, com os três astronautas, suspenso por paraquedas, pousou no Oceano Pacífico, de onde foi recolhido. A missão abriu o caminho para novas viagens à lua, comprovou que era possível aos seres humanos viajar no espaço. A tecnologia desenvolvida em torno do projeto Apollo, nas mais diversas áreas, espalhou-se, e ainda hoje vemos os reflexos dela. Neil Armstrong saiu da NASA em 1971, após revelar que não desejava retornar ao espaço. Trabalhou nos setores público e privado, foi professor universitário e voltou a assessorar a indústria aeroespacial. Neil Armstrong faleceu em 25 de agosto de 2012, aos 82 anos e, a seu pedido, foi cremado e teve seus restos mortais lançados no Oceano Atlântico, em uma cerimônia de “sepultamento no mar” feita a bordo do cruzador USS Phillipine Sea.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Populares

Startup acelerada pelo SoftBank avança na América Latina e mira Brasil

A startup mexicana Kavak, que atua no mercado de venda de carros usados, faz sua primeira expansão na América Latina com a...

Huck se encontra com Leite para discutir aliança eleitoral em 2022 entre autores de manifesto

JOELMIR TAVARES - O apresentador Luciano Huck (sem partido) e o governador do Rio Grande do Sul,...

WIN, a tacada do BTG no futebol

A holding que controla o BTG Pactual e o empresário Claudio Pracownik estão se unindo para criar...

O furacão Katrina

O furacão, batizado como Katrina, começou a se formar, como uma zona de baixa pressão ao norte...