Sem categoria
Segunda-feira, 22 de abril de 2024

O moderno antigo Luxemburgo.

Nos últimos anos uma boa parte da impressa brasileira vem fazendo comparações dos técnicos modernos com Vanderlei Luxemburgo dizendo que ele precisa se atualizar e que os esquemas táticos dele são antiquados, e essas cobranças se baseiam nos últimos trabalhos do Vanderlei que não foram bons, mas não podemos nos esquecer dos trabalhos que ele já realizou, e apesar de ser polêmico, marrento e seus problemas particulares ele já montou grandes times, e ajudou grandes jogadores deslanchar na carreira. Com seus métodos de trabalho, comportamento e aperfeiçoamento, podemos dar como exemplo o atacante Robinho que tinha uma grande dificuldade nas finalizações, mas que depois da passagem do Vanderlei pelo Santos em 2004 melhorou em muito o seu aproveitamento. Mas agora Luxa terá a prova de fogo, ele está tendo novamente a oportunidade de treinar um grande clube, com um bom elenco e uma ótima estrutura, é a hora de mostrar toda sua competência.

Se colocarmos no papel, o time do Palmeiras é um dos três melhores do Brasil e é um dos poucos times que consegue fazer frente ao Flamengo. O elenco do Palmeiras é muito bom, tem reservas de qualidade que em qualquer momento do jogo podem entrar e mudar o cenário de uma partida. Luxemburgo aos poucos vem dando a sua cara ao time do Palmeiras, sem muito alarde e sem oba oba ele vai encaixando as peças , talvez o treinador teime em discordar, mas podemos dizer que ele andou se modernizando em muitos aspectos. No decorrer desses dois últimos anos, muitos times brasileiros despertaram, saíram da mesmice e resolveram que o futebol ofensivo poderia sim, ser resgatado. O treinador sempre foi sinônimo de ofensividade, e a escalação desse novo Palmeiras não nega , com Luiz Adriano, Willian, Rony e Dudu um pouco recuado ele mostra como nunca a sua ousadia, sem contar com a ótima dupla de volantes com Bruno Henrique e Ramires, ambos tem excelente saída de bola e constantemente chegam a frente como elementos surpresa. Mas esse time também tem o dedo do antigo Luxa, ele sempre gostou de fazer algumas experiências, procurando novos posicionamentos para alguns jogadores. Foi a partir desse laboratório que descobriu que o meia Rincón daria um fantástico volante, e é isso que o nosso criador de “pojetos” vem fazendo com Felipe Melo, Dudu e Zé Rafael. Podemos dizer que o time do Palmeiras ainda está em fase de construção que ao poucos as coisas estão encaixando ao modo Luxa de jogar, e vamos ser sinceros, não houve treinador nos últimos vinte anos que tenha criado times tão empolgantes e vitoriosos quanto ao nosso velho Luxa. É claro que os adversários torcem para que prevaleça o Luxa dos péssimos resultados dos últimos anos, mas aqueles que se deleitam com um bom espetáculo nos gramados ficam na expectativa da construção de uma nova máquina de fazer gols